Discursos

Medeiros denuncia em plenário situação de escola estadual que está sem merendeira e outros profissionais desde 2010

18 Setembro de 2013

O deputado Ronaldo Medeiros usou a Tribuna da Casa de Tavares Bastos, para falar sobre a educação em Alagoas, segundo o parlamentar ao ler uma matéria veiculada hoje em um site local, soube o que está acontecendo com a Escola Estadual Maria Ivone Santos de Oliveira, localizada no conjunto Inocoop, no bairro Cidade Universitária, de acordo com a matéria, desde 2010 a escola não tem merendeira, e parte dos alimentos, sem ser utilizada, acaba se estragando.

“Fico indignado com esse tipo de notícia a escola não tem pessoal administrativo, não tem porteiro e ficam os professores reversando as funções, o Inocoop, nós sabemos é uma região muito pobre e para completar as crianças entram pela manhã e ficam de 4 a 5 horas sem se alimentar, na unidade tem cantina, mas quem tem dinheiro para pagar¿ Então isso é mais uma demonstração do descaso com o qual o Estado de Alagoas está tratando a educação pública”.

O parlamentar acrescentou que agindo dessa forma o Governo terá que contratar mais policiais, pois o grande atrativo hoje nas escolas é a comida e quando a merenda deixa de ser servida a evasão escolar aumenta e muito.

“Visito muitas escolas públicas, e a maioria tem laboratório de informática, algumas escolas já trocaram de computador 3 vezes sem se quer terem sido usados e a justificativa é que não tem professor de informática.  Estive recentemente com a Secretária de Educação falando um pouco das minhas andadas por algumas escolas estaduais e mostrei que com coisas simples podemos mudar a realidade de Alagoas, pois não adianta ficar pensando em projetos imensos, se a gente não consegue nem que a merenda seja servida nas escolas, então eu faço mais uma vez um apelo, para o Governo voltar os olhos para a educação, pois só vamos conseguir mudar o nosso Estado com ela”, afirmou Medeiros.

Ainda em sua fala o deputado Ronaldo Medeiros saudou os membros da reserva técnica da Polícia Militar de 2012, que estiveram visitando a Assembleia Legislativa.

“Saiu hoje no Diário Oficial a convocação dos primeiros 950 novos policiais, e ficaram cerca de 800 ainda para serem chamados e nós sabemos que eles só alcançaram êxito porque estudaram, poucos em escola pública, pois os pais com sacrifício preferem pagar uma escola particular para que ingressem no serviço público. E nós nesta Casa, temos que trabalhar esse ano para que no orçamento seja contemplada a posse da reserva, é pouca coisa, são menos de 800, na verdade deve ficar uns 500, fiz umas contas rapidamente e por ano, no mais caro que fica já com a contribuição patronal para o Ipaseal, a despesa será de 30 milhões”, observou o petista.

www.DeputadoRonaldoMedeiros.com.br