Clipping

Retaliação? PDT deve deixar governo Renan Filho após acordo com Rui

29 Março de 2016

Cláudia Galvão

 

O cenário político local está em efervescência. Além dos anúncios das pré-candidaturas, as mudanças de legenda têm alterado a composição dos partidos no Legislativo estadual e municipal. Na Assembleia Legislativa, o maior ‘derrotado’ foi o Partido dos Trabalhadores (PT), que perdeu a sua representativa na casa. Os deputados  Ronaldo Medeiros e Marquinhos Madeira deixaram a legenda. Na Câmara de Maceió, outros  quatro vereadores mudaram de legenda partidária.

No âmbito da Câmara Federal, as eleições para a Prefeitura de Maceió também alteraram legendas. João Henrique Caldas deixou o Solidariedade e seguiu para o PSB. Já Cícero Almeida deixou o PSD e seguiu para o PMDB dos Calheiros, ambos são pré-candidatos à Prefeitura de Maceió.

O PDT, por sua vez, ingressou no Governo PSDB de Rui Palmeira, anunciando apoio ao projeto de reeleição. Em contrapartida, além de enfrentar questionamentos internos, Lessa deverá ainda arcar com o prejuízo de perder uma pasta da administração de Renan Filho.

Analistas políticos afirmam que Rafael Brito, da pasta do Trabalho, que seria transferido para a Assistência Social, deve deixar a administração de Renan Filho. A informação não foi confirmada pela Secretaria de Comunicação do Estado, mas teria caído como uma bomba nos quadros do PDT.

Ainda dentro das mudanças para acomodar os novos aliados políticos, uma vez que PDT assumiu Esporte e Lazer, e, Abastecimento e Renda no município, o prefeito Rui Palmeira deu posse na manhã de hoje (16) aos secretários Antonio Moura na Secretaria de Proteção ao Meio Ambiente e David Maia na Superintendência de Limpeza Urbana.

Palmeira também confirmou a saída da secretária Adriana Toledo para ser candidata à Câmara Municipal, e Tácio Melo da Silveira, da SMTT.

www.DeputadoRonaldoMedeiros.com.br